torrentz2

Designer Suiço usa drone para construir um alfabeto de arquitectura

Anthony Velen Drone

Anthony Velen é um designer oriundo da Suiça com interesse em arquitectura. Até aqui tudo bem. As coisas ficam mais interessantes quando o Anthony descobre duas tecnologias que mudaram para sempre o seu trabalho: Google Maps e Drones.

Com o apoio destas duas tecnologias, o designer passa horas e horas à procura de prédios com formas semelhantes a letras, para depois se deslocar aos locais e captar imagens com o drone:

 

A #36daysoftype04 #36daysoftype #36days_a #fromwhereidrone #mavicpro #thuglife

A post shared by Anthony Velen (@anthonyvelen) on

As imagens, de boa qualidade, são captadas com o DJI Mavic Pro, e depois editadas para manter uma consistência de edição.

 

Algumas letras são mais fáceis do que outras:

Se queres ver mais trabalhos do artista, consulta o instagram dele.

O novo Parrot Mambo FPV é o drone de corrida que tu não sabias que querias.

Parrot Mambo FPV Review

A Parrot continua a ganhar terreno no que toca a drones acessíveis. Desta feita, a marca apresenta uma nova versão do modelo Mambo mini focado em performance de corrida.

 

O Mambo também vem com camera de filmar, que permite uma visualização em FPV (First Person View) com os óculos que vêm incluidos no preço de compra. Esta camera tem uma particularidade muito interessado: É facilmente removível com um clique. A camera 720p tem uma qualidade razoável quando gravada, mas a transmissão ao vivo é feita em VGA (640 x 480). Estando também dependente da ligação wifi, o feedback da comunidade é que a qualidade de video na transmissão não é muito boa, o que é um factor importante a ter em consideração. Ainda assim, a qualidade de gravação representa o mais notável melhoramento da versão anterior.

 

Para além de gravar bem, o Parrot Mambo FPV também se conduz bem. Aguenta cerca de 10 minutos a voar, um pouco menos se a camera estiver ligada, e tem 3 modos de condução que variam em termos de dificuldade.

Como se não bastasse, o drone vem também com vários acessórios, incluindo um pequeno canhão que dispara balas de borrachas. Com este modelo, a Parrot efectivamente serve 3 mercados de drones: Brinquedos, Camera, e Corrida.

 

Resta saber se esta estratégia se traduz num drone abrangente de qualidade ou se apenas resulta num drone mediocre em várias categorias.

O material usado pelos youtubers mais populares em 2017

Youtubers Internacionais

É certo e sabido que o material que usas para gravar conteúdo de vídeo é determinante para te diferenciares da competição. Por isso, neste artigo vamos-te mostrar que cameras, drones, e microfones são usados pelos melhores youtubers do momento. Nota que a variedade de material exposto aqui varia, desde youtubers com orçamentos quase ilimitados a youtubers com material muito básico, a ideia é dar-te a ver como cada artigo se comporta no youtube. Para drones mais “básicos”, por exemplo, podes dar uma vista de olhos neste artigo.

1- Casey Neistat

Começamos pelo Casey Neistat, que é conhecido pelo seu estilo informal e planos de acção arriscados. Quem vê os seus vídeos pode por momentos pensar que são fáceis de gravar e editar, mas este claramente não é o caso… agarrar com uma mão um gymbal ligado a uma canon EOS 80D e com outra o comando do teu skateboard elétrico enquanto navegas o transito de Nova Iorque não é para qualquer um, mas com algum treino também podes chegar lá!

Casey Neistat- Gear

[wpsm_comparison_table id=”3″ class=”center-table-align”]

Camera:

Canon EOS 80D

A Canon EOS 80D é uma das DSLR mais populares no mercado, e por um bom motivo. Apresenta uma relação preço-qualidade extremamente boa e serve igualmente para fotografar e a filmar.

Drone:

DJI Phantom 4

Sendo o mais recente modelo da gama Phantom, o DJI Phantom 4 está para os drones assim como o Canon EOS 80D está para as máquinas de fotografar: É quase o standard para qualquer fotografo que queira ser levado a sério, mas que trabalhar com um orçamento limitado.

Tem a desvantagem de não ser compatível com cameras DSLR, no entanto apresenta uma camera de origem bastante boa.

 

Microfone:

– Rode VideoMic Pro Compact VMP Shotgun

Com um preço extremamente acessível, este microfone é uma excelente opção para quem necessita de gravar voz no exterior. É um microfone direcional que pode ser usado com todo o tipo de equipamento, incluindo até o iphone e outros smartphones.

Outros:

– Boosted board

Este skateboard elétrico já é um clássico no canal do Casey. Juntamente com um estabilizador e a Canon EOS 80D, esta tábua permite gravar imagens únicas. Na pior das situações, é um gozo enorme para circular pela cidade.

 

2- Marques Brownlee

Talvez o mais popular entre os reviewers de tecnologia, o Marques. também conhecido como MKBHD, sempre se destacou pela qualidade dos seus vídeos. Como seria de esperar, ao contrário do Casey Neistat, ele utiliza material de topo e não tem medo de investir até 10 000€ por uma simples camera de filmar.

Maques Brownlee

[wpsm_comparison_table id=”4″ class=””]

Camera:

– Sony A7R II

Com uns incríveis 42 megapixéis, o Sony A7R apresenta uma performance incrível. É mais indicada para fotografia do que para filmagens, no entanto também pode ser usada com este intuito.

– Red Weapon Forged CF 8K

Esta é talvez a mais impressionante máquina na nossa lista. A versão mais barata custa quase 10 000€ mas vale cada cêntimo. A nova versão da máquina grava directamente em formato raw em 8K (!) e já foi elogiada pelo James Cameron e Peter Jackson.

 

Microfone:

– Sennheiser MKH416 e Schoeps MK41

Ambos microfones de gama média/alta indicados para quem já tem alguns quilómetros de youtube. A qualidade de som é patente nos vídeos do Marquees.

 

Outros:

– Shark Slider S1

Este “brinquedo” é um mimo: Permite gravar planos em movimento com muita estabilidade. O objectivo é dar um certo dinamismo às imagens. Em vez de a camera estar estática, ela vai-se mexendo devagarinho.

 

 

Youtubers Nacionais

1-Joni Oliveira

O Joni é um nómada digital que produz vlogs regulares sobre viagem, empreendorismo online e o estilo de vida de trabalho online.

joni oliveira

[wpsm_comparison_table id=”5″ class=”center-table-align”]

Drone:

– DJI Spark

A mais recente aposta da DJI passa por um drone que te cabe na palma da mão. O Joni já a testou e o feedback foi positivo.

– Xiro Xplorer

Este foi o primeiro drone a figurar no canal de youtube do Joni. No seu blog, ele faz uma excelente analise às suas opções e tendo em conta o preço e as especificações técnicas (camera, bateria, alcance), o Joni acabou por comprar o Xiro Xplorer. Nós concordamos com ele: Para primeiro drone, esta é uma excelente opção.

Camera

– Canon g7x

Com 20 megapixels, a canon g7x é uma máquina digital topo de gama a um preço acessível. Sendo que o Joni viaja muito, podemos também assumir que aguenta bem as curvas. É também super leve e compativel com tripés e gymbals muito acessíveis. Uma excelente compra para quem tem umas poucas centenas de euro e quer videos profissionais.

 

2- Excuse Me Bro

O Excuse Me Bro é um motovlogger de Lisboa. Ele é um excelente exemplo de como se consegue produzir conteúdo de alta qualidade com um orçamento limitado.

[wpsm_comparison_table id=”6″ class=”center-table-align”]

Camera:

– GoPro 4

No seu reportório o Excuse Me Bro já usou ambos o GoPro 4 e o 5. Por defeitos com o cartão de memória e problemas com o rendering na edição, ele voltou a usar o 4, que é agora a sua camera principal nos videos. A qualidade está à vista:

Se estás interessado em comprar uma gopro para os teus videos de drones, nós recomendamos que dês uma vista de olhos no nosso artigo sobre os melhores drones com câmera.

– iPhone 7

Apesar de muitos não o admitirem, o iPhone ainda é muito utilizado na realização de vídeos. Muitas vezes, basta adicionar um microfone razoável à entrada jack do telefone para conseguir fazer vídeos de boa qualidade.

Microfone:

– Sony EMC

Este é o microfone que o excuse me bro usa dentro do capacete. Como podem ver pelos videos dele, apesar do barulho da mota e do transito, este mic porta-se muito bem e oferece uma excelente qualidade de audio por um preço acessivel.

– Rodes for Apple

Já o rodes é usado com o iPhone, para fazer vlogs fora da mota. É mais um microfone extramemente em conta que funciona relativamente bem.

Espermos que tenhas ficado com umas ideias de material que possa melhorar o teu contéudo. A ideia deste post é também mostrar que com pouco se faz muito, e o que o teu orçamento não te tem de limitar. Se tens mais sugestões de material, deixa-as na caixa de comentário!

Novas restrições de drones em consulta pública até dia 10 de outubro

Novo diploma drones portugal

Em resposta aos mais recentes casos envolvendo drones e aviões, o governo pôs ontem em consulta pública uma nova legislação que visa a regular ainda mais o mercado dos drones. Este diploma vem também alinhar a legislação nacional com as guidelines europeias.

 

Este novo diploma obrigará todos os donos de Veículos Aereos Não Tripulados a registarem o seu drone e a comprar um seguro de responsabilidade civil para cobrir qualquer eventual dano causado pelo veículo. Atenção que esta proposta legislação aplica-se apenas com mais de 250 gramas, sendo que em teoria, drones como o Yuneec Q500 4K ficariam isentos de tais restrições.

 

Para além destas obrigações as novas leis visam aumentar os niveis das coimas que passam a ser de 300€ e 500€ para contra-ordernações leves, 1000€ a 2500€ para contra-ordernações graves e 2000€ a 3500€ para muito-graves. Pilotos com menos de 16 poderão apenas guiar sobre supervisão de um adulto.

 

Será também obrigatório registar o VAANT no voanaboa, mesmo que este tenha sido construido por si.

 

O limite de 120 metros de altura mantém-se, tal como a obrigatoriedade de licensas para certas areas, em particular se estas incluirem um grande aglomerado de gente, e as restantes regras mantêm-se também. Para confirmares a restante legislação, por favor passa pelo nosso guia de legislação para drones em Portugal.

 

Para leres o diploma na integra, clica aqui.

 

Opiniões? Deixa-as nos coméntarios abaixo!

Connect Robotics- O primeiro portal de entregas a drone e os primeiros testes em Portugal

Caixa de Correio

Com a recente notícia do primeiro teste com sucesso de uma entrega de serviço postal com recurso a drone, decidimos  conversar com o Raphael S. F. Stanzani, co-fundador da Connect Robotics, a startup responsável pela entrega, sobre a situação actual e o futuro desta indústria em Portugal.

 

 

Foi recentemente anunciada a primeira entrega em Portugal com recurso a drone, num teste feito em parceira com a CTT. Para quando prevêm a primeira entrega oficial? Qual é a maior barreira que enfrentam neste momento?

Ainda não temos data prevista, estamos avançando na exploração de oportunidades dentro da operação dos CTT. A maior barreira que percebemos é a incerteza em relação à regulamentação, isto gera receio e confusão para os potenciais clientes, não conseguem saber até que ponto é possível beneficiar-se da tecnologia.

 

A legislação em relação à utilização de drones em aplicações comerciais, como a entrega de pacotes, ainda é escassa. Consideram isso um risco? 

É escassa, mas já começa a dar sinais de evolução, principalmente me Portugal. É um risco no sentido de planear o crescimento do negócio pois gera incerteza de quanto e onde podemos crescer. Entendemos que a legislação deve ser bem elaborada para permitir que esse tipo de utilização possa crescer sustentavelmente, e isso requer um tempo que a tecnologia ultrapassa muito mais rápido.

 

Para além de trabalharem com parceiros institucionais, como a CTT, a Connect Robotics também está a desenvolver a Drone2me, uma plataforma que visa intermediar entregas a drones entre consumidores e produtores.  Para quando prevêm a adoção em massa das entregas em drones em Portugal? Existem mais projectos em Portugal semelhantes ao vosso?

Prever a adoção em massa é algo bem difícil, não temos indicadores que possam dar alguma pista disso. Entre os fatores que podem influenciar estão o interesse na tecnologia por parte de clientes como CTT e outros operadores logísticos (para gerar oferta B2C e utilização em B2B), a aceitação e interesse por parte dos consumidores (para demanda no last mile B2C) e por fim a autorização dos voos por parte da ANAC.

Em Portugal não temos conhecimento de outros projetos que abordem as entregas com drones.

Obrigado ao Raphael pelo tempo cedido à central drones, e pelo seu parecer sobre esta indústria que tanto promete. É muito gratificante ver que Portugal começa a ser um dos principais inovadores nestas indústrias nascentes, e por cá vamos seguir atentamente este projecto, aconselhamos que façam o mesmo!

Amazon acaba de fazer história- Primeira entrega ao domicílio com Drone!

Primeira Entrega Drones Amazon

Hoje marca um dia importante na história dos drones: A primeira entrega ao domícilio oficial usando apenas um drone.

A entrega foi feita em apenas 13 minutos, cobrindo uma distância de 2 milha (cerca de 3.2 Kms) pela Amazon em Cambridgeshire, Inglaterra, a um cliente que se identificou apenas como Richard B.

Em comunicado, Jeff Bezos, CEO da Amazon, anunciou que tenciona aumentar o número de entregas para várias centenas no ínicio do próximo ano.

O projecto entrenta várias barreiras das quais a mais significativa é sem dúvida legislativa. No entanto, a Amazon já consegiu assinar um acordo com os legisladores Ingleses que lhes permitirá testar entrega com drones durante os próximos meses.

O drone escolhido para a ocasião foi um quadecóptero, que contém também um software especial para evitar obstáculos. Este primeiro voo foi ainda coordenado por um piloto, mas a expectativa é de utilizar drones automáticos no futuro.

É importante reparar que este não é o primeiro teste de entrega de drones, mas é o primeiro utilizado oficialmente num cliente.