Uma vertente do hobby dos drones que ás vezes passa por debaixo do radar de muitos fãs é o drone racing, que consiste em simplesmente uma corrida de VANTs (Veículos Aereos Não Tripulados) em certos percursos desenhados para drones.

Pois este ano, em 2017, temos um campeonato mundial oficial. Com o nome de Drone Racing League, este evento a realizar-se em Junho, irá reunir os 16 melhores pilotos de drones para uma corrida a contar para o título mundial.

Transmissão

Esta iniciativa conta com um forte investimento, íncluindo da ESPN, que irá transmitir o evento em directo num programa produzido por Mark Bunnett, também responsável por programas como o “The Apprentice” e “Shark Tank”. Vários outros canais na europa como a Sky juntaram-se à iniciativa e irão transmitir também o evento. Infelizmente, em Portugal, ainda não foi asegurada a transmissão do evento, pelo que nós decidimos criar uma petição/evento no facebook para tentar ver o evento na sic radical. Podes subscrever aqui.

Formato da Corrida

O apelo comercial (e não comercial) do evento não é difícil de perceber: Os VANTs chegam a atingir os 120 km/h (!) em circuitos fechados com obstáculos. Os drones em si são controlados pelos pilotos utilizando um conjunto de visores de realidade virtual, tendo a visão de uma pequena camera instalada no nariz do drone. Isto resulta em ângulos incríveis de uma corrida a velocidades estonteantes.

Drone Racing League Piloto

Os veículos em si são todos iguais para todos os pilotos e representam um quadecóptero, parecido com o DHI phantom, só que apenas com os essenciais, de maneira a reduzir consideravelmente o peso.

As imagens são depois transmitidas, num formato já editado pela equipa de produção de luxo. O objectivo da serie é também desenvolver a história por detrás de cada piloto, num formato de reality show ao qual já estamos habitauados.

 

Simulador

Para além da corrida, a organização criou também um jogo para simular a corrida.

Para mais informações sobre o evento, podes também ver o video em baixo, produzido pela New York Times.